Audiência Pública foi realizada nesta quinta-feira, dia 11, na Câmara de Vereadores. Esta é a última etapa do PMSB, contemplando todos os programas, metas e ações criados com base no Diagnóstico Municipal.

Após concluir a revisão do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), a Administração de Teutônia, através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, apresentou o Prognóstico à comunidade no dia 11 de agosto de 2022, em Audiência Pública realizada na Câmara de Vereadores.

Este documento consiste na última etapa do PMSB, contemplando todos os programas, metas e ações criados com base no Diagnóstico Municipal, onde foram identificadas as ameaças, oportunidades, fraquezas e potencialidades do município relacionadas aos quatro eixos do Saneamento Básico: abastecimento de água, drenagem e manejo de águas pluviais, esgotamento sanitário e manejo de resíduos sólidos.

A estrutura de execução dos PMSB terá um horizonte temporal de 20 anos de realização, e deverá, de acordo com o Novo Marco Legal do Saneamento Básico no Brasil Lei nº 14.026/2020, ser revisado a cada 4 anos. Cada um dos programas criados para o município possui metas, e cada uma das metas possui ações a serem realizadas.

Para o efetivo controle e monitoramento da efetividade do PMSB, foi criado pelo município o Comitê Executivo e de Coordenação, composto por profissionais vinculados a diversos setores da administração pública, que em conjunto com a Equipe Técnica, participou da elaboração do PMSB e permanecerá acompanhando a realização de cada uma das ações durante todo horizonte temporal do Plano.

Conforme exposto pela Equipe Técnica, os programas foram criados utilizando o cenário possível, atendendo as demandas identificadas no município e as projeções para os próximos anos em concomitância com as possibilidades e condições, de maneira que a execução do PMSB se faça de maneira viável tanto econômica, como social e ambientalmente.

Cada um dos programas, metas e ações possui um prazo estipulado dentro dos 20 anos de execução, sendo caracterizadas como ações de imediata, média e alta prioridade em prazo de execução curto, médio ou longo:
• curto prazo: entre 4 e 8 anos;
• médio prazo: entre 9 e 12 anos;
• longo prazo: entre 13 e 20 anos.
Conforme a Coordenadora da Equipe Técnica da empresa Lógica Assessoria Ambiental Inteligente LTDA, responsável pela elaboração do PMSB do município, as ações previstas auxiliarão o município a adequar e aperfeiçoar todos os serviços de Saneamento Básico prestados à população, regularizando as Associações de Abastecimento de Água, prevendo melhorias nos equipamentos utilizados para a prestação dos serviços, bem como, garantindo a qualidade da água distribuída e, também, conforme prevê na Lei nº 14.026, buscando a redução das perdas na rede de abastecimento.

Além do abastecimento de água, é fundamental, dentro das pautas de saneamento básico, a abordagem do esgotamento sanitário e respectivos sistemas de tratamento. As ações contempladas no PMSB para este eixo incluem o levantamento dos sistemas existentes no município (atualmente, segundo dados do SEBRAE, cerca de 80% do tratamento de esgoto no município é realizado por sistemas individuais de fossa séptica), adequação dos sistemas individuais e estudo dos cursos hídricos receptores de efluentes sanitários, além das ações em torno do projeto de esgotamento sanitário do município, desenvolvido em conjunto com a Associação PróDesenvolvimento Languiru (APDL).

A drenagem pluvial no município caracteriza o terceiro eixo do PMSB. Em relação à drenagem pluvial, as ações podem ser subdivididas entre sistemas de microdrenagem e macrodrenagem, o que inclui fiscalização de lançamentos irregulares de esgoto, favorecimento dos pontos de infiltração, levantamento técnico em relação aos fundos de vale e controle sobre dados de inundações.

No que tange ao manejo de resíduos sólidos, quarto eixo abordado no PMSB, o município deverá seguir o cumprimento das metas e ações previstas no Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PMGIRS), elaborado em 2021, também pela empresa Lógica Assessoria Ambiental Inteligente LTDA. O município já realizou parte das ações previstas, e parte delas estão em andamento. Destacam-se, dentre estas ações, a adequação dos serviços de coleta domiciliar, manejo de resíduos de saúde, gestão do aterro sanitário municipal e ações de educação ambiental.

Teutônia terá, ao longo dos próximos vinte anos, a seguinte relação de objetivos:
- Abastecimento de água: 05 programas, 08 metas e 25 ações;
- Esgotamento sanitário: 01 programa, 03 metas e 08 ações;
- Drenagem urbana e manejo de águas pluviais: 03 programas, 05 metas e 17 ações;
- Manejo de resíduos sólidos e limpeza urbana: 07 programas, 14 metas e 36 ações;
- Programas institucionais: 03 programas, 04 metas e 18 ações;

De acordo com o levantamento previsto, serão executadas 104 ações no horizonte temporal de 20 anos. Todas estas ações, executadas e planejadas em conjunto, deverão enriquecer o panorama municipal de forma abrangente, e os impactos esperados na vida dos munícipes é altamente positivo, com a consequente melhora de indicadores sociais e qualidade de vida.

Data de publicação: 12/08/2022

Créditos: Assessoria de Imprensa Teutônia

Créditos das Fotos: Assessoria de Imprensa Teutônia

Compartilhe!