O animal foi acolhido após ser atropelado por um veículo, próximo a divisa com Westfália, e encaminhado à reabilitação. A ação foi realizada pela Rede de Proteção Ambiental e de Animais (REPRAAS) em conjunto com a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente

No final do mês de agosto, a Rede de Proteção Ambiental e de Animais (REPRAAS), em conjunto com a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, realizaram uma ação de reintegração de um animal silvestre à natureza no interior do município de Teutônia. Após a análise dos profissionais quanto ao local, o animal foi devolvido ao seu hábitat, nas proximidades da localidade em que ocorreu o atropelamento.

O gato-maracajá, conhecido popularmente como gato-do-mato, foi acolhido e tratado após ser atropelado por um veículo, próximo à divisa com o município de Westfália. O animal permaneceu em recuperação no Preservas – Núcleo de Conservação e Reabilitação de Animais Silvestres do Hospital de Clínicas Veterinárias da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), desde o dia 02 de agosto, quando foi atropelado, até o dia 31 de agosto, quando foi devolvido ao seu habitat.

A Secretária de Agricultura e Meio Ambiente, Lídia Margarete Müller Dhein, ressaltou a importância da ação conjunta com a Rede de Proteção Ambiental e de Animais (REPRAAS). “Ficamos muito felizes pela recuperação do gato-do-mato, pois com o esforço de todos, desde o dia que foi recolhido para tratamento, reabilitação e devolução à natureza, foi possível dar uma segunda chance ao animal, preservando a espécie e cuidando da nossa fauna”, destaca.

Data de publicação: 22/09/2022

Créditos: Assessoria de Imprensa Teutônia

Créditos das Fotos: Assessoria de Imprensa Teutônia

Compartilhe!