A revisão do plano ocorre em função do Novo Marco do Saneamento Básico para o Brasil. O plano avaliará eixos de abastecimento de água, tratamento de esgoto e drenagem pluvial do município.

Nesta quinta-feira, dia 31 de março, o Comitê Executivo e a Coordenação do Novo Plano de Saneamento Básico, composto por representantes da Administração Municipal, Associação Pró-desenvolvimento de Languiru e representantes da comunidade, iniciaram, em conjunto, a revisão do Plano de Saneamento Básico. A revisão do plano ocorre para que o município possa contemplar a Legislação Federal nº 14.026/2020, a qual visa atender o novo Marco do Saneamento Básico para o Brasil.

O plano municipal abrangerá um horizonte de 20 anos de planejamento, envolvendo o abastecimento de água potável, esgotamento sanitário, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, bem como a drenagem e manejo das águas pluviais urbanas, o qual integrará o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos do município.

Na próxima etapa serão iniciadas as visitas técnicas às redes de abastecimento de água e outros pontos necessários para a realização do diagnóstico, o qual representará o cenário atual do município. A primeira parte do plano será finalizada com a apresentação do diagnóstico em audiência pública, e após, será elaborado o prognóstico com programas, metas e ações para cada não conformidade encontrada.

O prefeito, Celso Aloísio Forneck, destacou sobre a importância desta análise a fim de colhermos bons frutos no futuro “A análise que o plano propõe é muito importante, pois indicará quais são as áreas que necessitam de mais atenção e reestruturação, e desta forma, teremos o respaldo técnico para buscar soluções de melhorias e consequentemente, contribuir para a qualidade de vida da nossa população.”, destaca.

A Secretária de Agricultura e Meio Ambiente, Lídia Dhein, enfatizou sobre as melhorias para a sociedade com a elaboração do plano “O plano contribuirá para a melhoria das condições de saúde e bem-estar da população do nosso município, pois promoverá a segurança hídrica e a preservação do meio ambiente.”, destacou.

O Secretário de Planejamento e Mobilidade Urbana, Pablo Chrestani, comentou sobre a melhora na qualidade de vida “Este passo é muito importante para o nosso futuro, pois ele traçará metas e objetivos, a fim de garantir a qualidade de vida da nossa e das próximas gerações.”

Data de publicação: 05/04/2022

Créditos: Assessoria de Imprensa Teutônia

Créditos das Fotos: Assessoria de Imprensa Teutônia

Compartilhe!